Mudando o nome da sua banda: como mudar sua marca sem perder fãs

shutterstock_128946584Por Brad

Dependendo do ponto que você esteja da sua carreira, seu nome artístico ou o nome da sua banda pode ser tão fácil quanto mudar o nickname de algumas redes sociais ou tão difícil quanto destruir todos os vestígios de sua encarnação passada e humildemente recomeçar do zero. Tomara que você nunca tenha que mudar seu nome, mas aqui vão algumas razões que podem te obrigar a isso:

Você descobre que outra banda usa o mesmo nome.

É claro que isso acontecia mais antes do advento da internet. De um jeito um pouco menos claro, esse problema ainda acontece. Os esquisitões do metal sueco Ghost recentemente mudaram seu nome para Ghost BC  como resultado do que chamaram de “razões legais.” Eles são a 32ª banda no Discogs a usar esse nome, então presumo que uma das 31 que vieram antes exigiu que eles abandonassem o nome.

E daí vêm os casos de bandas como o Suede e The Charlatans, que não tinham problema nenhum no Reino Unido, mas assim que chegaram aos EUA descobriram que não tinham os direitos sobre os próprios nomes. Você pode ter ouvido falar deles como The London Suede e The Charlatans UK. Nomes não tão pegajosos.

Faça uma pesquisa no Google para saber se tem alguém usando o nome que quer!

Você vai economizar muito trabalho e encheção de saco para o futuro.

Você se dá conta que o nome que escolheu é horrível.

Você acha que o Radiohead teria conquistado o mundo da música usando seu nome original, On a Friday? Bem, talvez. O som deles é muito bom. Mas On a Friday é nome de banda do colegial, se eu tivesse tido uma, e a gravadora do futuro Radiohead viu isso e fez eles mudarem de nome. Muitas bandas tiveram de – ou escolheram – fazer isso, e eles provavelmente estão felizes por terem feito. Você acha que Red Hot Chili Peppers é um nomão? Tente falar Tony Flow and the Miraculously Majestic Masters of Mayhem.

Você descobriu que é inGoogleável

É claro que você pode dar à sua banda o nome Comida (e eu aposto que já aconteceu muitas e muitas vezes), mas boa sorte em conseguir que as pessoas te encontrem na internet. Isso sem contar com a luta que vai ser conseguir um URL decente para seu site, um endereço de Facebook etc. Você pode achar isso tudo um pouquinho demais e optar por um nome mais fácil de usar em ferramentas de busca. Posso sugerir The Food UK?

Seu nome deixou de refletir sua música e impede você de ter mais ouvintes.

Uma banda de Portland, EUA, se chamava Starf*cker e decidiu mudar seu nome em 2009, se tornando por um curto período PYRAMID, depois Pyramiddd, e depois voltaram ao primeiro nome. O rapper Killer Mike virou Mike Bigga por uns tempos, uns anos atrás, mas daí tambpem voltou atrás. Ambos artistas provavelmente sentiram que o significado pejorativo de seus nomes estava os puxando para trás,  mas quando você está num nível de popularidade alto, como eles estavam, já é tarde demais e não dá para segurar.

O que nos leva à real questão deste post: como você consegue bancar uma mudança? E como você faz de um jeito que seus fãs respeitem e aceitem essa mudança? Pode ser difícil, mas não é impossível. Aí vão algumas dicas:

Conte às pessoas por que você está mudando seu nome e já conte com críticas.

Fãs e amigos vão querer saber por que você está fazendo essa mudança, então conte para eles. Seja por questão legal, de carreira ou pessoal, eles vão entender. Pode ser que eles não amem a ideia logo de início, mas permaneça forte com sua decisão. São fãs vão se acostumar.

Use a mudança como desculpa para fazer uma festa ou um show.

“A Food é agora a The Food UK! Venha comemorar nosso rebatismo e leve uma camiseta com nosso novo nome e logo!” Boom: você transformou uma situação que podia ser constrangedora em motivo de festa, e é um jeito ótimo de dar a notícia.

A não ser que você tenha recebido ameaças de processo, deixe suas coisas antigas por aí por algum tempo.

As pessoas ainda tentarão te achar pelo seu velho nome, então deixe aqueles sites e perfis viverem mais um pouco. Só se certifique que os velhos sites deixam claro que você mudou de nome e tenham links para suas páginas novas. Ou apenas redirecione o seu velho site para a página nova e faça seus leitores economizarem um clique.

Esteja preparado.

Se você quer que isso role suavemente, tenha certeza de que está tudo bem amarradinho. Fazer a transição das coisas devagar (especialmente de coisas que estão on-line) durante algumas semanas só vai aumentar ainda mais a confusão. Planeje-se, e quem faz suas coisas, para colocar no ar as coisas novas e deletar as antigas de uma só vez.

Você já mudou seu nome artístico ou da sua banda? Adoraríamos saber se ajudou ou afundou. Conte sua história nos comentários, aqui embaixo.

3 Comentários

  1. jonathasamuel@hotmail.com'
    by Samuel Leal on setembro 24, 2014  22:43 Responder

    Já tive sim que mudar o meu nome uma vez, bem quando eu já estava fazendo meu "nome" com esse que eu tinha escolhido. Muitas pessoas ficaram confusas perguntando o porque eu tinha parado de fazer músicas mas elas não sabiam que eu apenas tinha trocado meu nome. Deu um trabalhão explicar tudo para elas, e ainda acho que tem gente que pensa que eu parei de produzir só por não ver o meu antigo nome rolando em algum lugar e nem achando mais nas pesquisas do Google, Facebook, Youtube, etc.

  2. samuelhebertdesouza@gmail.com'
    by Samuca on dezembro 12, 2016  16:24 Responder

    Tenho um projeto rock, e tentei atuar com nome de artista solo (Samuca), tipo a Pitty ou o Cazuza. Mas voltei a trabalhar com um nome retente à ideia de banda (tipo o Foo Fighters que é um projeto do Dave Grohol, ou o The Almost que é do Aaron Gilespie) por acreditar ter mais capacidade de aproximação do público alvo. Decidi isso ao publicar as músicas no Spotify e coincidir com um artista que nem é atuante com o nome. O nome atual é Hebert Stuff. O que acham desse caso?

  3. Pingback : Vale a pena registrar o nome e a logo da minha banda? - SomosMúsica

Comente

Seus email não será publicado.