Uma nova maneira de pensar em seus videoclipes

Imagem & ação: como fazer vídeos curtos, rápidos e baratos para suas músicas

 Uma nova maneira de pensar em seus videoclipes

Por Chris Robley

Como fazer conteúdo de vídeo bom (e curto) rapidamente.

É 2020, e os artistas mais do que nunca precisam postar vídeos com frequência. Os vídeos são os reis do conteúdo de música. E eis o porquê:

  • Tem músico ficando famoso com vídeos que viralizam no TikTok.
  • Os fãs querem que você divulgue suas músicas de jeitos criativos no Instagram Stories.
  • Os anúncios em vídeo nas mídias sociais superam outras publicidades
  • O público espera que você interaja com eles em lives (vídeos transmitidos ao vivo) no Facebook, no Instagram ou no Twitch.
  • O YouTube também é uma ferramenta gigante e pode te ajudar a criar uma marca e conquistar novos seguidores

Você ainda não está convencido ou convencida? É só pensar em si mesmo: como VOCÊ responde a conteúdo online. Quando o assunto é conquistar e agarrar a atenção, o vídeo é o rei, e você vai precisar fazer MUITO vídeo.

Se essa missão parece uma coisa estressante, é capaz que você esteja pensando em videoclipes, uma lógica do passado

Em 2020, “vídeos de música” não precisam ser produções caras, NEM seguir a lógica de ter a duração da música inteira:

  1. Ser “Autêntico” vale mais do que ser“perfeito”
  2. Vídeos curtos substituíram os vídeos longos
  3. E consumo instantâneo em redes sociais substituiu o vídeo que se guardava para sempre

Graças a uma nova parceria entre a CD Baby e a Rotor, uma ferramenta que ajuda músicos a criar vídeos automaticamente.  (*Plataforma em inglês) vai ser muito mais fácil para você criar vídeoclipes, vídeos com a letra da música, anúncios de shows e outros vídeos curtos, com uma frequência regular.

Uma nova maneira de pensar em seus videoclipes

Também é bem barato fazer um vídeo com a Rotor, e sendo cliente da CD Baby você ganha 10% de desconto.

Crie um vídeo de música agora mesmo

Como criar um bom conteúdo de música em vídeo, com frequência regular e sem ir à falência ou enlouquecer?

Primeiramente, é importante lembrar que nem todo vídeo precisa ser um videoclipe “tradicional”.

Você também pode trabalhar com:

Em um mundo regido por mídias sociais, às vezes um material que tenha uma cara menos profissional vai atrair mais pessoas. Quanto mais o vídeo parecer real e feito naquele instante, melhor. E, já que a maioria de nós músicos não somos diretores profissionais, isso acaba sendo uma boa notícia para a gente. Tira dos nossos ombros a pressão de só fazer vídeos que sejam obras de arte.

Mas tem uma notícia ainda melhor: Nem todo vídeo precisa ser longo.

Com o Tik Tok e os Instagram Stories ganhando cada vez mais espaço, chegamos a uma era de vídeos curtos, em que não existe quantidade excessiva de conteúdo.

As mesmas regras para ter sucesso no YouTube também valem para vídeos curtos — faça vídeos com frequência, poste eles de acordo com uma agenda e meça seu engajamento — só que, em vez de precisar gastar uma dinheirama fazendo um vídeo longo, você só precisa produzir 15 segundos de imagens interessantes, com uma mensagem boa ou uma música cativante.

Criar vídeos curtos é um dos melhores jeitos de:

  • Criar engajamento com os fãs com regularidade
  • Criar uma marca e fazer as pessoas conhecerem sua música, através da repetição
  • Testar novos jeitos de divulgar o mesmo lançamento, o mesmo show, a mesma mercadoria da sua banda etc.

Fazer videos deveria ser uma das suas maiores prioridades, se você quiser lançar música em 2020. Felizmente, plataformas sociais tipo YouTube, TikTok, Facebook e Instagram permitem que VOCÊ controle o potencial de renda. E esse potencial de renda, é claro, cresce quanto mais você postar.

Eis como você pode postar sempre coisas boas, sem perder todo seu dinheiro nem toda sua sanidade…

Reutilize conteúdo de vídeos mais longo

Use seus vídeos mais compridos, como lives que você transmitiu por streaming, ou filmagens de shows, em redes como YouTube, Facebook e IGTV. Depois pegue esses mesmos vídeos e corte eles para fazer:

Esses tipos de vídeo curtos podem ajudar a popularizar sua marca e a fazer mais gente conhecer sua música

Por exemplo, eu acabei de usar a Rotor para criar um vídeo longo para o meu próximo single, “Paper Angels.” Daí eu usei o Final Cut para cortar esse vídeo em vários pequenos (o iMovie, ou algo do tipo, também funcionaria) e adicionei uns textos sobre as imagens.

Agora eu tenho dez vídeos verticais e curtos (cada um tem 15 segundos) para servir como aquecimento para o lançamento, um vídeo por dia para postar no Instagram, TikTok, and Facebook. Eis uma montagem com esses teasers:

Confie em ferramentas que criam vídeos automaticamente

A vida anda uma correria, ainda mais para quem está criando músicas, fazendo turnês e trabalhando em uma firma, além de fazer música. Às vezes, não dá para fazer os próprios vídeos, nem para contratar um profissional para fazer vídeos de milhares de reais para você. É por isso que a CD Baby está orgulhosa de anunciar uma parceria com a Rotor, que vai te ajudar a criar vídeos para sua música por US$ 25 (cerca de R$ 100) ou menos. E você não precisa ter nenhum programa instalado no seu computador, nem manjar de edição.

Para criar um vídeo em poucos minutos, você vai precisar apenas:

  1. Suba o áudio (“upload”) da sua música na Rotor
  2. Escolha trechos de vídeos no arquivo gigante da Rotor, mande imagens que você tenha feito, ou combine as duas coisas

 Uma nova maneira de pensar seus videoclipes

  1. Escolha entre os mais de 40 estilos de edição criados por diretores e artistas visuais (você vai poder ver exemplos de cada um deles)

 Uma nova maneira de pensar em seus videoclipes

  1. Deixe a Rotor operar sua música, analisando sua música e escolhendo imagens, para depois editar um vídeo que respeite o ritmo, a batida e a intensidade da sua música
  2. Coloque os textos que quiser sobre as imagens

Uma nova maneira de pensar em seus videoclipes

  1. Veja uma prévia do resultado

Uma nova maneira de pensar em seus videoclipes

  1. Se você curtir o que ver, faça o download de uma versão em alta qualidade do vídeo

Os vídeos que você fizer com a Rotor são 100% seus. Você pode compartilhá-los onde e com quem quiser, e a Rotor não tem direito nenhum, depois que você tiver pago pelo vídeo (e você tem o direito de ver o vídeo antes de pagar). Veja aqui alguns exemplos de vídeos criados para clientes da Rotor.

A Rotor é uma ferramenta ótima para criar trailers, anúncios de shows e outros vídeos curtos, mas também é uma boa opção para criar videoclipes que tenham o tamanho da música. Eis um vídeo que eu fiz uns tempos atrás, assim que conheci a Rotor:

Use aplicativos sociais de vídeos, mesmo que não vá compartilhar os vídeos em mídias sociais

Ninguém está dizendo que você precisa estar no TikTok,  no Shapchat ou no Instagram Stories. Essas ferramentas podem servir só para você criar vídeos curtos, e depois postá-los em outras plataformas em que você ESTEJA ativamente (Facebook, YouTube, etc.)

Eis um videoclipe que eu fiz juntando dezenas de vídeos de 6 segundos criados no Snapchat:

E, para dar outro exemplo, eis um vídeo idiota que eu criei hoje de manhã,  usando uns efeitos do TikTok (levou uns 3 minutos):

@chrisrobleyJust your daily dose of ##eelslap. Take 3 & call me in the morning. ##eels ##chrisrobleymusic ##thisthisthis ##ridiculous ##pointlesswebsitesofyore♬ This, This, This – Chris Robley

Produzir um bom vídeo agora é rápido e barato.

 

Algumas pessoas dizem que um trabalho não pode ser bom, barato e rápido. Você precisa escolher uma destas opções.

Mas, com os vídeos curtos dominando o mundo, ferramentas disponíveis nos apps, e serviços de criação de vídeo como a Rotor, acredito que a realidade agora seja outra.


PT-SOMOS-HANA-
DigDistro

6 Comentários

  1. Pingback : Uma nova maneira de pensar em seus videoclipes – Agnaldo Rangel

  2. luisserafimjr@gmail.com'
    by Luis on março 10, 2020  10:46 Responder

    Uma pergunta que não tem nada a ver com o post, e que eu já perguntei antes mas esqueci da resposta :) Posso lançar álbuns com músicas cantadas em diferentes idiomas? Os títulos das músicas têm que estar em um único idioma?

    Obrigado!

    • erikap@cdbaby.com'
      by Erika Parr on março 11, 2020  15:00 Responder

      Oi Luis, tudo bem? O seu álbum pode ser cantando em diferentes idiomas, mas a metadata (nome das músicas, nome artístico etc..) precisa estar em um só. No entanto, você pode colocar o nome de uma canção em inglês e outra em português, só não pode usar dois idiomas para uma só faixa. :) Um abraço!

  3. saulosabinomusica@gmail.com'
    by Saulo Sabino on abril 5, 2020  20:39 Responder

    Tem versão, tradução ou ainda instruções em português para a Rotor?

    • erikap@cdbaby.com'
      by Erika Parr on abril 7, 2020  11:59 Responder

      Boa tarde Saulo, tudo bem? Infelizmente a plataforma só está disponível em inglês, por enquanto! Temos intenção de criar guias em português, logo logo. Um abraço!

Comente

Seus email não será publicado.