O YouTube melhorou o sistema de Content ID

O tribunal da internet não para: agora o YouTube bolou uma ferramenta para evitar que seus usuários percam dinheiro enquanto acusações de violação de direitos autorais são feitas contra seus vídeos. A gente explica tudo

O YouTube melhorou o sistema de Content ID

Até umas semanas atrás, uma alegação de direito autoral violado num vídeo do YouTube significava que o vídeo não poderia ser monetarizado e gerar renda até que a alegação fosse esclarecida. De acordo com um anúncio feito em seu blog, o YouTube está mudando isso:

A gente entende o quanto o lucro é importante para nossa comunidade de criadores, e nós ouvimos com atenção às queixas sobre a perda da monetarização durante o processo envolvendo o Content ID. Atualmente, os vídeos que estão sendo disputados não geram renda para ninguém, o que é uma experiência muito frustrante para os criadores se a acusação acaba sendo infundada e acontece nos primeiros dias, quando está acumulando views.

Hoje, a gente veio anunciar que lançamos uma ferramenta para resolver essa falha. Estamos desenvolvendo uma ferramenta que vai permitir que vídeos continuem gerando renda, mesmo se sua autoria está em disputa no Content ID. É assim que vai funcionar: quando o criador e a pessoa que alega ser dona do vídeo tiverem optado pela monetarização do vídeo, a gente vai continuar inserindo anúncios nesse video e reter a renda gerada separadamente. Depois que a alegação no Content ID estiver resolvida, nós vamos pagar essa renda à parte que foi considerada a dona de fato.

São boas notícias para todo mundo que estava preocupado em perder uma grana enquanto os direitos autorais de um vídeo estavam em disputa. Para todos os detalhes, visite o blog YouTube Creator.

 

[hana-code-insert name=’Newsletter Sign-up’ /]

 

Comente

Seus email não será publicado.