Deixe seus fãs te ajudarem

Achou que era impossível viver de música?
Trouxemos algumas dicas para você ganhar mais dinheiro fazendo o que ama.

9-Mile-Roots-Live-1.JPG-650x430

9 Mile Roots no Seacrets em Ocean City, MD. Foto de Garland’s Exposures.

[Este artigo foi escrito por Dave Kusek, fundador da New Artist Model, uma escola de negócios online sobre música para músicos independentes, performers, artistas com gravadoras, produtores, empresários e escritores. Ele também é o fundador da Berklee Online, co-autor do livro The Future of Music, e membro do time que trouxe o midi para o mercado.]

Uma das maiores reclamações no mercado da música é que as pessoas não estão mais gastando dinheiro em música. Há vários estudos sobre como os fãs não estão mais comprando discos, que o Spotify e o Pandora vêm pagando migalhas aos artistas, e que a pirataria está danando todo o mercado.

Nós conseguimos encontrar vários culpados quando nossa música não está garantindo uma grana, mas e se eu te dissesse que a culpa não é dos fãs e nem do Spotify?

Acredite se quiser, mas vários músicos são extremamente exigentes com a sua receita e acabam assim prejudicando seu próprio potencial. O modelo tradicional em que muitos músicos ainda baseiam sua carreira coloca todos os fãs na mesma categoria. Se você é um fã, você compra um CD ou faz um download, e se você realmente curtir a música você compra uma camiseta ou um ingresso para um show. Além disso, essas vendas geralmente acontecem só em um certo período de tempo (turnês e lançamento de CD, por exemplo) e o resto do ano não rende quase nenhuma grana.

Porém, a maioria dos artistas tem megafãs que amam sua música tanto que eles comprariam qualquer coisas da banda. Eles comprariam um vinil, com uma capa de uma edição especial, mesmo se eles já fizeram o download do álbum. Eles pagariam mais para ver você nos bastidores do seu show. Eles te ajudariam com dinheiro mensalmente se você disponibilizasse algo exclusivo para eles. Eles querem ir além!

Como você pode ver, se você está dando aos seus fãs só a opção de fazer o download da sua música, você está perdendo uma bela grana. Nas palavras de Benji Rogers, co-fundador da PledgeMusic, “Existem pessoas que querem gastar. Se você não deixa elas te darem dinheiro, a culpa não é delas.”

Aumente a sua oferta

Como você pode ir além? O primeiro passo é aumentar sua oferta e criar produtos com preços diferentes para os seus diferentes tipos de fãs. Seus fãs mais casuais vão poder comprar seu álbum, mas você vai dar mais opções para os seus megafãs que poderão comprar ingressos com acesso aos bastidores e/ou meet and greet. Venda sua música, suas mercadorias e ingressos, mas também venda edições limitadas de produtos, merchandising customizado ou assinado, acesso a bastidores, shows online privados, ou ligações por Skype. Claro que você pode ser bem criativo aqui, mas com essa pequena mudança você já aumentou seu potencial de receita.

Criar e administrar vários produtos sozinho pode ser uma tarefa grande, especialmente quando você ainda não sabe o que seus fãs querem. Você pode acabar assinando 100 CDs e vendendo só 20, então, usar uma plataforma como a PledgeMusic pode te ajudar a otimizar o processo. Com a PledgeMusic, você estará criando uma campanha de pré-venda. Você cria vários produtos e experiências diferentes e vê quais foram aquelas que seus fãs mais gostaram antes de gastar tempo e dinheiro à toa.

Crie um fluxo de receita constante

O próximo passo é tentar sair do ciclo de receita tradicional que tem seus altos e baixos durante o ano, e criar um fluxo de receitas constante. A opção mais fácil é dar a seus fãs a opção de te oferecer doações para seu conteúdo gratuito regular, como vídeos, covers e músicas originais que você vem disponibilizando online. Este método é bem simples, e garante que seus megafãs te ajudem a continuar produzindo conteúdo.

Não é amplamente utilizado, mas você pode pedir doações para seus fãs direto do YouTube quando você lançar uma música original ou qualquer tipo de vídeo. O novo YouTube card te deixa ter botões de doações direto nos seus vídeos. Se você quer fazer essa estratégia funcionar, avise os seus fãs dessa funcionalidade. Como ela é nova, muitas pessoas nem sabem que ela existe. Infelizmente, doações de fãs no YouTube ainda só são possíveis com o Google Wallet.

Outra opção é criar uma campanha no Patreon. Com o Patreon, seus fãs definem um valor que será pago toda vez que você liberar um conteúdo novo. Além disso, você pode retribuir aos fãs com recompensas bacanas como poder ver seu vídeo novo com antecedência, ou ter seu nome nos vídeos. É uma plataforma incrível para músicos independentes.

 

Como você pode ver, há várias jeitos de ganhar dinheiro com a sua música. No programa do New Artist Model de online music business você irá aprender como transformar a sua música em um negócio de sucesso – um negócio que você controla! Você irá criar um plano de ação personalizado que vai te ajudar a conquistar uma carreira no mundo da música, e você vai ser capaz de fazer tudo isso com os recursos que tem disponíveis agora.

Se você quiser ver mais estratégias como essa, você pode baixar esse ebook (em inglês) de graça. Ele irá te mostrar várias estratégias que músicos independentes vêm usando para aumentar seu número de fãs.

 

 

Comente

Seus email não será publicado.