Como‌ ‌divulgar‌ ‌sua‌ ‌música‌ ‌no‌ ‌YouTube‌ ‌ Como‌ ‌divulgar‌ ‌sua‌ ‌música‌ ‌no‌ ‌YouTube‌ ‌

Como divulgar sua música no YouTube

Otimize seu canal no YouTube para conquistar mais público

A primeira grande pergunta que pinta quando o assunto é divulgar música no YouTube é: por quê? Por que se dar ao trabalho de criar um canal, trabalhar para melhorá-lo e para construir uma marca no  YouTube?

A resposta é: 2 bilhões. Esse é o número de pessoas que usam o YouTube todo mês, e que somam outros bilhões de views por dia. E esse número só engloba as pessoas que têm uma conta ativa no YouTube, nem leva em consideração as pessoas que consomem conteúdo sem ter uma conta no Google. De acordo com um estudo feito em 2019 pelo Dataportal, 79% das pessoas que estão na internet afirmam ter uma conta no YouTube. Isso coloca o site como segunda maior mídia social do mundo, perdendo só para o Facebook, e também como segunda maior ferramenta de busca do mundo, atrás só do Google.

Esses são os dados, nus e crus. Mas todo mundo está cansado de saber que o YouTube é muito popular. A pergunta de verdade aqui é: como um artista, ou uma artista, que trabalha independentemente pode usar essa popularidade toda da plataforma de vídeos para divulgar o seu som? O YouTube anda criando muitas ferramentas e possibilidades para dar uma mão na vida do músico independente. E existem dicas simples que podem te ajudar a dar o primeiro passo, como por exemplo, divulgar a sua música nova com uma série de vídeos no YouTube.

Vamos dar uma olhada!

Por que vídeos são tão importantes para músicos?

É bem simples: as pessoas amam ver vídeos. Elementos visuais nos ajudam a estabelecer uma conexão mais rápida, e muitas vezes mais profunda, com a música. É por isso que a MTV fez tanto sucesso quando foi criada, no começo dos anos 1980, quando surgiram os videoclipes. E é essa regra que também norteia o trabalho de artistas que lançam filmes de média ou longa metragem junto com sua música, como Beyoncé e Janelle Monae.

Mas a parceria entre música e vídeo vai além do videoclipe. Hoje em dia, o público espera mais dos artistas no YouTube. De vídeos dos bastidores a lives conversando com o público, há muitas opções para um músico independente testar seu lado YouTuber e conquistar o público. 

O que é um “YouTuber”, e como eu viro um?

“YouTuber” é uma gíria para quem cria vídeos e compartilha no YouTube. Mas esse termo geralmente carrega um peso próprio um YouTuber é um criador de conteúdo, alguém que leva a sério o processo de fazer vídeos e que também sabe da importância de se comunicar com seu público no YouTube. “YouTubers” também seguem uma agenda de publicação de vídeos. Por exemplo, publicam conteúdo novo toda terça e sexta às 10 da manhã. 

Ser um YouTuber é diferente de ser um músico que publica vídeos no YouTube uma vez por mês, e acha que isso basta. Isso não é ser um YouTuber; isso é só usar o YouTube como um arquivo dos seus vídeos, em vez de engajar com o público de maneira significativa.

A ferramenta de recomendação de vídeos do YouTube e as regras de monetização de vídeo vão recompensar os artistas que usarem a plataforma do jeito que o YouTube achar melhor. Seja você um YouTuber também, e conquiste muita coisa com cada vídeo que postar. 

Você não sabe como? É por isso que estamos aqui.

O que é um canal de YouTube?

Um canal de YouTube é a base fundamental para quem quer criar conteúdo no YouTube. Seguindo a lógica do mercado fonográfico, pense no perfil que você provavelmente tem em plataformas de streaming tipo Spotify e Apple Music. Seu canal é onde você vai publicar seus vídeos e interagir com o seu público. É o seu quartel-general no YouTube.

Outro jeito de pensar no seu canal de YouTube é literalmente como um canal de TV. O YouTube é o meio (digamos, um canal de TV fechada) e VOCÊ é o programa. Seu canal pode transmitir vários programas diferentes, e você pode usar as ferramentas do YouTube para diferenciar o que é “Horário Nobre” dos programas matinais ou vespertinos— só para continuar usando a analogia com a televisão.

Como eu crio meu próprio canal de YouTube?

É bem fácil! Você pode criar seu canal no YouTube seguindo os passos abaixos, que emprestamos do Google Support:

  1. Inscreva-se no YouTube do seu computador ou celular.
  2. Tente fazer qualquer coisa para a qual seja preciso ter um canal, como postar um comentário no vídeo alheio, publicar um vídeo ou criar uma playlist.
  3. Se você ainda não tiver um canal, vai aparecer a opção de criar um.
  4. Confira os detalhes (usando a sua conta do Google, com nome e foto) e confirme a criação do seu novo canal

Se ajudar, o Google também criou um vídeo sobre como criar um canal.

O que é um Official Artist Channel, ou canal oficial de artista, e como ele é diferente de um canal sobre o artista?

Se um canal de YouTube for o equivalente ao perfil do artista nas plataformas de streaming, ele vai ser chamado de Official Artist Channel (OAC), ou canal oficial de artista. O OAC é o equivalente ao perfil verificado de artista no YouTube. É uma página com atestado de oficial, onde você pode colocar todos os seus vídeos, músicas com legenda e user-generated content (UGC, o conteúdo que seus fãs vão produzir usando o seu som, vamos falar disso daqui a pouco) . Uma página oficial vai permitir que o artista use ferramentas exclusivas, como:

  • Customização do canal
  • Usar vídeos gerados automaticamente
  • Acesso a dados de consumo dos vídeos, além de outras ferramentas

Um canal oficial de artista, ou Official Artist Channel, é diferente de um canal temático, ou Topic channel.

Um Topic channel é um canal que o YouTube cria automaticamente, a partir do momento que sua música for distribuída para o YouTube Music, o serviço de streaming de música deles. O canal temático é genérico, vai ter o nome do artista e a palavra “-Topic” depois. Os vídeos que o YouTube cria automaticamente para cada música desse artista, na verdade não são bem vídeos; são uma imagem parada com a imagem da capa do single ou do álbum, o nome da faixa, do álbum, o nome do artista. Esse tipo de vídeo é conhecido no YouTube como Art Track.

Saiba como funciona a Monetização no YouTube.

Como eu peço a verificação do meu canal do YouTube, para ele virar um OAC?

Uma ótima notícia para quem já é distribuído pela CD Baby! Você pode pedir a verificação do seu canal no YouTube e transformá-lo em Official Artist Channel dentro da sua própria conta da CD Baby.

Você também pode pedir a verificação do seu canal direto no YouTube. As instruções de como fazer isso estão numa página do próprio YouTube,  o Help Center.

Como eu otimizo meu canal e meus vídeos?

Agora que você criou um canal (ou fez login no seu canal que já existia), chegou a hora de tirar o melhor proveito dele. A esse processo, damos o nome de otimização.

Há vários jeitos de otimizar seu canal de YouTube. Nem todos são obrigatórios, mas cada um deles pode ajudar o seu canal a chegar a mais gente, e você a conquistar mais fãs.

A gente montou essa lista de coisas que qualquer um pode fazer para otimizar seu canal de YouTube:

  1. Escolha um nome para o canal — O nome do canal vai ser diferente da URL (ou do link) do canal, então você PODE mudar este nome depois. Mas é melhor já escolher de imediato um nome que faça sentido com o conteúdo e a marca do canal. Escolha algo curto e memorável (tipo o nome da sua banda, ou seu nome artístico), e que também informe ao público o que eles podem esperar ver no seu canal. Venha aqui para editar o nome do seu canal.
  2. Escolha o ícone do canal — Faça upload de uma imagem quadrada, em alta resolução (800×800), que seja reconhecível e que fique linda, mesmo quando mostrada num tamanho minúsculo (por isso, evite muito texto). Essa imagem vai ser o ícone do seu canal em todo o YouTube.
  3. Faça upload da arte do seu canal — A arte do seu canal é o  banner/cabeçalho que fica em cima do seu canal, quando ele é aberto em um computador desktop. Faça upload de uma imagem grande (2560×1440) com os elementos gráficos mais importantes dentro da área de proporção 1546×423 (para que eles ainda apareçam quando o canal for aberto num celular ou tablet). Lembre-se que a arte do canal também poderá ser vista em telefones e smart TVs, então é bom ter uma imagem em alta resolução que vá aparecer bem em todos os equipamentos. Veja abaixo um exemplo de dimensões de imagens.

Você também pode usar o Canva para criar artes customizadas para o seu canal.

Escolha uma arte para o seu canal que vá refletir a sua personalidade, em vez de optar por algo que vai ficar parecendo um logo de firma. Confira as dicas que o YouTube dá de artes, se precisar de conselho.

  1. Escreva uma descrição para o seu canal — Mova o mouse até o canto superior direito do seu canal, e clique em “edit links.” Destaque nesse texto os conteúdos mais relevantes que você cria, use palavras-chave relevantes e escreva também qual é sua agenda de postagem, em que dias vai publicar novo conteúdo
  2. Coloque o link para o seu site e para as redes sociais na aba About (Sobre). Coloque links para o seu site, para uma loja que venda produtos da sua banda, para as redes sociais, para se inscrever na sua newsletter ou para apoiar alguma causa que você esteja levantando.
  3. Estabeleça quais são os “Featured Channels”, ou os Canais Afins — Na direita do seu canal, vai ver o campo “Featured Channels”. Coloque nele qualquer canal parecido com o seu, inclusive para canais em que você aparece, o canal da sua gravadora etc.
  4. Permita comentários— no campo principal do canal do YouTube, coloque o cursor em cima do nome, até ele virar um lápis. E então clique em “edit channel navigation”, ou “editar a navegação pelo canal”, e depois permita que qualquer um possa ver o canal e comentar nele.
  5. Faça um trailer para o seu canal — Depois que seu canal estiver aberto para qualquer um, escolha um vídeo trailer que o defina bem. Um trailer do canal é um vídeo curto que vai tocar automaticamente toda vez que alguém que não for inscrito entrar na sua página, então tái uma oportunidade de ganhar um seguidor!

Seu trailer tem de ser informativo e ter um tom parecido com o resto dos vídeos do canal (ah, eu já disse que tem que ser breve também?). Você também tem que pedir para os espectadores se inscreverem. O trailer vai mostrar, no seu final, um card para quem assistiu até lá clicar e se inscrever de maneira fácil.

         6.Divida o seu canal em seções, para ele ficar mais organizado. As Sections, ou seções, são um jeito ótimo de organizar os vídeos (por tema, estilo, em séries etc) e oferecer aos espectadores um jeito fácil de navegar na Homepage do seu canal. As Sections podem ter só vídeos, playlists ou canais inteiros. E também podem misturar vídeos seus com vídeos feitos por outros usuários do YouTube.

Para a maior parte do público, a primeira Section vai estar visível sem precisar rolar a página para baixo — então é bom deixar os vídeos mais importantes nessa primeira seção. E, já que as seções podem conter conteúdos de outros canais, elas são um jeito ótimo de fazer “divulgação cruzada” com os colegas, para um atingir o público do outro. 

Para criar uma seção, é só clicar em “Add a Section”, um botão que fica na parte de baixo da homepage do seu canal.

É importante se lembrar sempre que há coisas que toda página de YouTube deve ter, inclusive uma lista de seções no alto, com o vídeo mais recente que você fez, e uma seção chamada Uploads, com todos os vídeos que você tiver publicado. 

            7.Customize o link (ou URL) do seu canal — YouTube.com/MeuNome é muito mais fácil de lembrar do queYouTube.com/GigglyWiggly123CuzItWasMyEmailAddressBackIn2007, não é?  O YouTube permite que você customize o seu URL, e a lista de requisitos para fazer isso está no  Help Center.

Quais são os pré-requisitos para pedir a verificação do meu canal de YouTube?

Eis os pré-requisitos que você precisa cumpror para ter um canal verificado, segundo o YouTube:

Para ter direito a um Official Artist Channel,  seu canal precisa:

  • Ser um canal de YouTube que representa uma banda, ou um artista
  • Ter publicado ao menos 3 lançamentos no YouTube, e que tenham sido distribuídos por uma distribuidora musical (como a CD Baby) ou uma gravadora.
  • Não descumprir nenhuma regra do YouTube no seu canal

E também é preciso cumprir um desses três pré-requisitos aqui embaixo:

  • Trabalhar com uma empresa que seja parceira do YouTube, ou YouTube Partner Manager
  • Fazer parte do programa YouTube Partner Program
  • Ser parte de uma rede de selos e de gravadoras que façam parte do Partner Manager

Como eu otimizo os meus vídeos no YouTube?

A gente está quase pronto para postar vídeos, mas vamos primeiro pensar em como otimizar os vídeos que você pretende postar. Otimizar seus vídeos vai melhorar as chances de atrair mais espectadores e conquistar um público maior no YouTube. Vamos pensar nessas regras como um guia de o que fazer no YouTube:

  1. Escolha um bom nome: Um bom nome é cheio de palavras-chave, para o público encontrar o seu vídeo quando for procurar algo em ferramentas de busca.
  2. Customize a imagem do thumbnail: Faça o upload de uma imagem que dê uma ideia de algo legal do vídeo. O thumbnail tem que ter 1280×720 de resolução, e uma proporção de 16:9.
  3. Coloque cards: bote um pouco de interação no seu vídeo oferecendo a eles a chance de ir para outro vídeo, ou pedindo para eles se inscreverem no canal.
  4. Marca d’água (watermark): Coloque o logo do seu canal no canto inferior direito dos seus vídeos. Quando as pessoas clicarem no logo, vão ser levadas a um lugar em que podem se inscrever.
  5. Tags relevantes: Coloque palavras-chave que tenham a ver com o seu vídeo, seja com o assunto do vídeo ou com alguém que participa dele.
  6. Escreva uma boa descrição: Um bom texto de descrição vai ajudar a ferramenta de busca do YouTube,  então escreva algo que vai levar as pessoas a quererem ver, coloque muitas palavras-chave e os links para o seu site e suas mídias sociais.
  7. Grave uma introdução: Você pode publicar um vídeo de introdução do seu canal, publicar como vídeo privado, e depois usar o Video Editor para combinar essa introdução com qualquer vídeo que vá postar. Isso vai trazer coesão para os seus vídeos, e dar uma sensação de união entre eles.
  8. Faça vídeos em HD: grave com ao menos 720p, ou até 1080p, para ter melhor qualidade. Isso vai dar uma cara profissional para os seus vídeos.
  9. “Next”: Coloque seu vídeo numa playlist e insira o código “share with playlist starting from current video”, ou “começar a tocar a playlist a partir deste vídeo”. Se o espectador ou a espectadora clicar no botão “next”, para ver o próximo vídeo, vai ser conduzido ao próximo vídeo da sua playlist.
  10. Coloque cards no fim do vídeo: São encerramentos curtos (5-10 segundos) que usam “calls to action” (pedidos que o espectador faça algo) para levar o público para os seus outros vídeos. Você pode usar o mesmo método que usou para o vídeo de introdução, de subir o vídeo curto com os cards como um vídeo privado e depois usar a ferramenta Video Editor para colocar essa despedida em todos os vídeos que quiser.

Que tipos de vídeos eu devo postar no meu canal?

OK, agora que você já customizou, otimizou e organizou o seu canal de YouTube, e sabe como otimizar seus vídeos, chegou a hora mais divertida: vamos publicar uns vídeos! Que vídeos você deveria postar? Agora é a hora de usar a criatividade. Mostre aos sues fãs todos os aspectos diferentes da sua personalidade, dos seus interesses pessoais e da sua música. As pessoas cansam de canais só de videoclipes, então você pode colocar mais sabor nessa mistura seguindo essas sugestões:

  • Videoclipes: Sim, eu sei, a gente acabou de dizer que o público vai se entediar se o seu canal for só de videoclipes. Mas eles são o coração do canal de YouTube de qualquer músico. Planeje um orçamento e faça um clipe decente e criativo para  sua melhor música.
  • Vídeos ao vivo: Peça que um amigo filme um show seu (ou contrate um profissional). Pode ser você tocando em casa, ou até uma filmagem de você fazendo um show em um evento com público e aglomeração (lembra de quando isso era possível?).
  • Lives: Vale a mesma regra acima: você pode pedir ajuda de amigos ou contratar quem filme. Você pode montar o processo todo em casa, é bem fácil, se você seguir nosso guia de lives!
  • Covers: Gravar sua própria versão da música de outro artista é um jeito bem popular e relativamente fácil de fazer vídeos para o seu canal. Os espectadores adoram conferir novas versões de músicas conhecidas, então escolha as suas prediletas e dê a elas sua cara! A parte mais legal é que os direitos autorais para postar um cover no YouTube não são tão complicados quanto lançar a mesma música para vender.
  • Vídeos com a letra da música (Lyric videos): Eles são uma tradição no YouTube. Por quê? Porque são muito fáceis de fazer. Você pode começar fazendo o vídeo de uma música cujas letras sejam muito relevantes para você. Use uma fonte bonita (nada de Comic Sans) e uma imagem de fundo linda, e ajuste as legendas para estarem sincronizadas com o ritmo da música.
  • Visualizer: Esse é um tipo de vídeo com animação simples, feita a partir do ritmo da sua música. Nosso parceiro Rotor pode te ajudar a criar um desses facilmente!
  • Vídeo de bastidores: Também conhecidos como “vlogs”, eles mostram um lado diferente do seu show. Deixe que os fãs vejam sua vida, seja no estúdio ou criando. É assim que os fãs se conectam com você em um nível mais profundo, e passam a acreditar que realmente conhecem um artista.
  • Vídeos de perguntas e respostas: Publique um vídeo pedindo que seus fãs façam as perguntas que eles sempre quiseram saber, ou coloque um card no fim de outros vídeos, pedindo perguntas. E depois faça um vídeo respondendo às perguntas que fizeram nos comentários dos seus outros vídeos. É outro jeito de mostrar um pouco da sua vida para os fãs, e permitir que eles te conheçam melhor.
  • Tutoriais: Você é a louca dos intrumentos musicais? Pois poste um vídeo da sua última compra, e mostre onde você compra seus brinquedinhos. Ou tem um estúdio irado em casa? Mostre ele para o público, e explique um pouco da tecnologia que você use. Grave tutoriais de como tocar algumas das suas músicas, ou grave vídeos dando aulas simples do seu instrumento preferido. Se você é expert em alguma coisa, compartilhe com seus fãs!
  • Conteúdo feito por fãs (User-generated content, ou UGC, em inglês).  São vídeos que outras pessoas postaram em suas próprias contas, mas que usam músicas suas. Talvez um fã tenha filmando um show seu, e as imagens ficaram iradas. Esses vídeos vão trazer mais gente para o seu canal, quando elas assistirem em outra página e curtirem, e também podem gerar dinheiro com o Content ID! O que nos leva ao próximo tópico.

Como eu aumento o impacto dos meus vídeos no YouTube?

Existem algumas coisas que você pode (e deve) fazer para os seus vídeos chegarem a mais gente:

  • Bole um cronograma. E cumpra essa agenda! Esse fator é mais importante do que o número de vídeos que você vai publicar por semana. Crie uma expectativa razoável nos seus fãs, e cumpra o que prometer. Quando os espectadores começarem a perceber que você é confiável, é aí que eles vão se inscrever no seu canal.
  • Confira o Analytics. Essa ferramenta tem as informações mais importantes sobre o consumo dos seus vídeos e engajamento. Abaixo, falamos mais um pouco sobre como usar o YouTube Analytics.

Como monetizar seu canal de YouTube 

Agora que você já ralou para criar seu canal e publicar vídeos, está na hora de ganhar uma grana! Mas como se ganha dinheiro no YouTube? O YouTube usa uma ferramenta chamada Content ID, que identifica se o áudio de um vídeo já está presente no seu banco de dados. Quando a plataforma encontra um áudio já registrado em um vídeo, ela coloca um anúncio no mesmo vídeo. Cada pessoa que clicar nesse anúncio vai gerar uma renda de publicidade, que o YouTube vai repassar para os donos dos direitos autorais.

Streaming de música no YouTube também gera renda, assim como no Spotify, então quando você monetizar os seus vídeos no YouTube, na verdade vai estar abrindo duas portas para a entrada de renda!

E como você faz para colocar suas músicas no bando de dados do Content ID do YouTube? É fácil! A CD Baby, quando distribui suas músicas para YouTube, também pode monetizar todos os seus vídeos, sem cobrar nada a mais por isso. É só optar por fazer parte desses dois programas de monetização, na hora que for mandar suas músicas para a CD Baby:

  • YouTube Music, na página Distribution Options (opções de distribuição)
  • YouTube Content ID, na página Monetization (monetização)

Como eu sei se minha divulgação funcionou no YouTube?

Eis algumas métricas que você pode usar para medir se seu rolê de divulgação funcionou no YouTube, e você pode conferir tudo isso dentro da sua própria conta.

Eis os dados que você pode procurar na sua conta do YouTube:

  • Views: Esse é o dado mais básico para medir o sucesso de um canal. Quanto mais views você tiver, mais os anunciantes vão pagar para colocar propagandas nos seus vídeos, e mais valorosos seus vídeos serão. É bom sempre conferir o número de views dos seus vídeos.
  • Retenção e playback: Essas métricas vão mostrar que partes dos seus vídeos as pessoas estão assistindo, e em que momento elas desistem de ver seus vídeos. Entender isso vai permitir que você saiba qual é o tipo de conteúdo que interessa mais ao seu público, e o também o tipo de conteúdo que afugenta as pessoas.
  • Tráfego: Esse dado vai mostrar como os espectadores encontram seus vídeos, e também como eles estão assistindo. As pessoas estão procurando seus vídeos nas ferramentas de busca? Estão clicando na opção “next” de outro vídeo e acabando nos seus? Viram o vídeo num blog? Será que foi nas redes sociais? Quanto mais você puder entender os hábitos de consumo do seu público, mais você poderá ir ao encontro deles, agradar o público e conquistar mais gente.
  • Inscritos: Esses são seus clientes. Depois que uma pessoa decide se inscrever no seu canal, ela vai passar a receber seus novos conteúdos na própria homepage do YouTube. Isso aumenta o número de visitas e de views, e também significa que seu conteúdo pode passar a ser sugerido para outros usuários do YouTube que tenham hábitos e gostos parecidos com os dos seus inscritos.
  • Dados Demográficos: Quem são seus espectadores, de verdade? Essa ferramenta permita que você saiba quem está assistindo. Saber de informações como gênero, idade e localização do seu público pode te dar uma ideia do tipo de marca que você está construindo.

Quais são os tipos de YouTube diferentes?

Há diferentes tipos de YouTubes, que são ligados uns aos outros, mas são coisas diferentes. Além do bom e velho YouTube, que a gente conhece e ama, também existem:

YouTube Premium:

Um YouTube por assinatura, que não tem propaganda.

A assinatura (de US$11,99/mês) permite que o cliente veja vídeos sem anúncios no meio, tenha acesso a conteúdos exclusivos que só estão disponíveis para assinantes e tenha streaming de música sem propagandas no YouTube Music.

YouTube Music:

A gente falou um pouco sobre ele antes, mas vale explicar um pouco mais, O YouTube Music é um serviço de streaming que oferece um acervo gigante de Art Tracks, os vídeos que são o áudio de uma música com uma imagem fixa.

O YouTube Music reúne milhões de Art Tracks (vídeos com som em alta resolução, com uma imagem do single ou do álbum), videoclipes e mais. Esse conteúdo também está disponível para streaming gratuito, mas com anúncios. Para assinantes do YouTube premium, ele vem sem anúncios. Também é possível pagar para usar só o YouTube Music, por US$9,99/mês.

Quando a CD Baby distribui suas músicas para o YouTube, um sistema automático já cria Art Tracks delas.

Eis algumas coisas importantes sobre o YouTube Music:

  • Confira ele aqui
  • O YouTube Music funciona como um serviço de streaming, tipo Spotify ou Apple Music (ele tem até o um app próprio, para ser usado em smartphones e tablets)
  • Ele tem filtros que agrupam músicas, e que não estão disponíveis no YouTube, como “artista” e “músicas”
  • Ele permite que o usuário deixe a música tocando ao fundo (sem ter que deixar a janela do vídeo aberta), ou faça download fpara ouvir offline com o YouTube Music App
  • O conteúdo geralmente é organizado por nome do artista, ou em playlists que agrupam músicas baseadas em tema, estilo etc.
  • Os artistas são também colocados em “topic channel”, aquele tipo de canal que tem as músicas de um artista sem ser do artista, e também são colocados em canais que agrupam vários artistas do mesmo gênero
  • Quando as art tracks feitas pela CD Baby são ouvidas em streaming, o YouTube paga ao artista (assim como o Spotify e a Apple Music), mesmo que o seu canal não preencha os requisitos do programa de parceiros Partner 

YouTube Creators

Esse é um lugar onde você pode achar novidades sobre mudanças na plataforma, oportunidades, dicas de como agir e mais.

Torne-se criador com a YouTube Creator Academy

A YouTube’s Creator Academy é uma escola ótima para aprender sobre técnicas para usar nos vídeos, otimização do canal e outras coisas importantes, tudo em aulas e tutoriais em vídeo. Tecnicamente, a Creator Academy está dentro do YouTube Creators — mas eu achei que valia a pena falar deles separadamente, porque muita gente os vê como ferramentas diferentes.

Faça o gerenciamento de seu canal com o YouTube Studio

O YouTube Studio é um conjunto de ferramentas dentro do YouTube que permitem ao artista gerenciar melhor o seu canal e organizar os vídeos. E você nem precisa pagar nada a mais! É só fazer login com os mesmos dados da sua conta na homepage do YouTube Studio.

Então é isso. Tudo o que você precisa para transformar seu canal de YouTube está aqui! É muita coisa, mas a gente conseguiu reunir tudo aqui, em um post. O YouTube é uma plataforma em constante evolução, então nós vamos continuar atualizando este post conforme eles forem lançando novas ferramentas. Enquanto isso, está na hora de você ir lá e começar a fazer vídeos!